Convocação vai servir para analisar os pontos que contribuíram para a derrota de José Serra na eleição presidencial

O senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), presidente nacional do partido e coordenador da campanha do candidato derrotado à Presidência da República, José Serra , disse que vai convocar uma reunião na próxima semana com a executiva nacional para definir os novos rumos da legenda. 

As declarações foram feitas na tarde desta segunda-feira em São Paulo, na frente da residência de Serra, na zona oeste da capital paulista. Ao sair da residência, Guerra disse que Serra estava tranquilo, em trajes informais, lendo, escrevendo e disse que Serra não pretende viajar porque vai atuar, mas que não vai resolver agora o seu futuro político.

Após a derrota do partido na eleição presidencial, a convocação servirá para analisar os pontos que contribuíram para o resultado nas urnas. Entre vários pontos mostrados pelos analistas políticos estão a fragilidade da união interna do partido, que mostrou-se bastante dividido, e também a dificuldade da sigla em consolidar uma identidade oposicionista em relação ao projeto político consolidado ao longo dos últimos oito anos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Vamos fazer uma oposição segura e que não vai vacilar, mas sem radicalizar. Vamos fazer uma oposição com mais unidade, clareza e força", disse Guerra. Ele questionou se Dilma pretende se livrar dos escândalos do governo Lula, como mensalão, loteamento, e concluiu que, se ela tiver disposta a isso, os projetos relevantes serão aprovados pela oposição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.