Grupo de vereador morto divide votos e mantém força na Rocinha

Adotado por aliados de Claudinho da Academia, candidato de fora da favela se elege com mesma votação de líder comunitário

iG Rio de Janeiro |

André Durão
William teve 77% dos votos na Rocinha, mas não se elegeu
Os eleitores da Rocinha se dividiram quase perfeitamente entre dois candidatos a deputado estadual, um de raiz e outro “adotado” , em disputa acirrada pela herança dos votos do vereador Claudinho da Academia , morto em junho.

William da Rocinha (PRB), criado na favela da zona sul do Rio e ex-presidente da associação de moradores, obteve 6.013 votos na área da comunidade; o deputado reeleito André Lazaroni (PMDB), apoiado pelo grupo político de Claudinho da Academia, teve apenas 15 votos a menos que o adversário, 5.998.

A conclusão é que a Rocinha, sozinha, dificilmente elege um deputado estadual. Os eleitores de André Lazaroni na comunidade corresponderam a 12% do total de 49.839 votos que obteve no Estado. Ele se reelegeu. Já William teve 77% dos seus votos no seu principal reduto eleitoral e ficou fora.

"Para mim, essa eleição deu uma medalha de ouro: fui o mais votado aqui na Rocinha, à frente até do Wagner Montes, com pouco dinheiro. Além do mais, no dia da eleição, André Lazaroni tinha 4.000 pessoas fazendo boca-de-urna para ele. De repente consigo entrar, estou como segundo suplente", disse William. 

Os dois foram os deputados estaduais mais votados na 211ª Zona Eleitoral, que tem os moradores da Rocinha como maioria dos eleitores – mas inclui ainda habitantes de São Conrado e da Gávea, bairros da zona sul do Rio.

André Durão
Léo e Xavante, da associação de moradores, eram aliados de Claudinho e apoiaram André
Durante a campanha, houve rivalidade entre os dois grupos. A equipe de André Lazaroni reuniu cerca de 60 líderes comunitários e fez intensa e rica campanha pela Rocinha. O coordenador principal era Leonardo Rodrigues Lima, o Léo, presidente da União Pró-Melhoramentos dos Moradores da Rocinha (UPMMR).

O candidato era o que mais tinha cartazes, banners e cabos eleitorais distribuindo santinhos pelas vias da favela. William fez campanha menos exuberante, mas também com forte presença no local.

O resultado foi praticamente um empate entre os dois concorrentes que, juntos, receberam um quarto de todos os votos da zona eleitoral – William contou com 12,22% dos eleitores, e André 12,19%.

Lá, os dois superaram até o deputado e apresentador de TV Wagner Montes (PDT), o campeão de votos do Estado, com 528.628 votos, 5.438 na Rocinha (10,3%).

O pernambucano Adelson Guedes (PMDB), outro candidato de raiz, morador e porteiro em São Conrado, foi o sétimo colocado, com 911 votos, de 1.469 que conseguiu. 

André Durão
Xaolin teve 2.087 de seus 2.543 votos na Rocinha e não se elegeu

 Amigo de Dirceu é o mais votado para federal

Entre os postulantes a uma cadeira na Câmara dos Deputados, em Brasília, o vencedor foi um “outsider” também adotado pelo grupo de Claudinho da Academia e da associação de moradores. Chefe de gabinete da Casa Civil de José Dirceu e ES-secretário de Comunicação do PT, o petista Marcelo Sereno foi indicação do líder do MST José Rainha, conhecido de Claudinho e de assessores. Teve 3.542 eleitores na Rocinha, 7,4% dos votos da zona, e que representaram 9% dos seus 39.948 votos em todo o Rio. Ele foi o 63º mais votado no Estado e não se elegeu.

O candidato de raiz mais bem posicionado foi Xaolin da Rocinha (PCdoB), em quarto lugar, que obteve 2.087 votos lá (82% dos seus 2.543), e não entrou. Além de Sereno, Xaolin esteve atrás do presidente nacional do PRB e bispo da Igreja Universal Vítor Paulo, eleito com a quarta melhor votação, e Alessandro Molon (PT), o décimo mais bem classificado no Estado.
Entretanto, na Rocinha, Xaolin teve mais votos que os três deputados federais mais votados do Estado: Anthony Garotinho (PR, 740 votos na Rocinha), Chico Alencar (PSOL, 2.059) e Leonardo Picciani (152).

    Leia tudo sobre: vereadormortoRocinhadeputadovotado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG