Graziano acusa 'turma da Dilma' de copiar ideias de Serra

O coordenador nacional do programa de governo tucano disse que um eventual governo Serra será 'muito diferente' do atual

Thaisa Lisboa, iG Pernambuco |

O coordenador nacional do programa de governo do candidato do PSDB à presidência, José Serra, Xico Graziano, fez críticas à campanha de Dilma Rousseff e ao governo Lula, durante visita a Recife hoje. Além de dar sequência à disputa entre os presidenciáveis pela paternidade de projetos e programas, disse que um eventual governo Serra será “muito diferente” do atual.

Ele acusou a principal adversária do tucano. “A turma da Dilma copia as nossas propostas”, afirmou. E estendeu a acusação de apropriação de ideias ao governo Lula. Disse que a intenção do tucano de desonerar as empresas de saneamento básico e a manutenção cambial criada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foram adotadas pelo presidente Lula sem o devido crédito.

Ao atacar a campanha petista, o coordenador do programa de governo tucano afirmou que não há prazo para a divulgação das propostas de Serra e que elas podem nem ser divulgadas.

O coordenador do programa tucano disse que o eventual governo Serra será diferente do atual. “Iremos fazer um governo muito diferente desse, que fez um loteamento escandaloso da máquina pública. Precisamos fazer uma limpeza no aparelho político”, disparou

Xico Graziano esteve em Recife para discutir com integrantes da equipe do candidato ao governo do Estado, Jarbas Vasconcelos (PMDB), a unificação das propostas das coligações nacional e estadual.

“Muitos políticos ficam preocupados em falar de obras, mas, boa parte da nossa discussão foi sobre a educação. Certamente, o Serra irá se interessar. Precisamos evoluir também sobre a temática do semi-árido”, declarou.

Trem-bala

Graziano também aproveitou a discussão sobre o metrô de Recife para criticar o governo Lula pelo projeto do trem-bala. Ele responsabilizou o governo federal pela paralisação do importante transporte público e pela falta de dinheiro para comprar trens.

“Isso depende do governo federal. É importante para a população e para o Jarbas, mas, se o presidente da República não endossar não adianta ele [Jarbas] falar que vai fazer”, e completou: “É muito mais viável investir no transporte coletivo das regiões metropolitanas do que em um trem- bala, que vai ter uma passagem de R$400,00”.

Segundo Graziano, Serra está preocupado com o custo das obras. “Não vamos sair por aí prometendo ilusões. O metrô é viável, então colocamos no nosso orçamento e compramos. Não é uma coisa difícil de fazer”, afirmou.

    Leia tudo sobre: Xico GrazianoJosé Serraprograma de governoPSDB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG