Governo engaveta projeto de reestruturação dos Correios

Mais uma vez alvo de acusações, a instituição ganharia transparência e governança por meio de uma MP

Danilo Fariello, iG Brasília |

Em meio a mais uma troca de acusações envolvendo contratos com os Correios, o governo federal resolveu, até segunda ordem, enterrar a proposta de Medida Provisória que reformularia a instituição, dando-lhe maior governança e transparência na gestão.

Entre as previsões da minuta que chegou a circular na Casa Civil, depois de elaborada no Ministério das Comunicações, estava a possibilidade de a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) ser sócia de entidades privadas em subsidiárias

A principal meta dessa previsão era viabilizar a criação de uma empresa aérea em que a ECT fosse sócia e, assim, sanar de vez as discussões sobre as licitações com essas empresas. Os Correios chegaram até a negociar com algumas fornecedoras a possibilidade de criar essa joint venture.

A minuta, porém, foi engavetada quando o governo federal tirou o então presidente da ECT, Carlos Henrique Custódio, para colocar na posição David José de Matos. Recentemente, o texto voltou para o Ministério das Comunicações, onde permanece intacto.

Foi nos Correios que se deu origem uma das crises mais agudas do governo Lula. De lá saíram as principais denúncias sobre o caso do "mensalão", que levou à instalação da CPI dos Correios, em 2005.

Para participantes da gestão anterior à atual, a nova crise de acusações, envolvendo a empresa Master Top (MTA) e o diretor de operações da ECT, coronel Eduardo Artur Rodrigues Silva, é uma evidência clara de que só mudando as condições de contratação de aéreas pelos Correios que, definitivamente, será possível sanar a instituição de escândalos. "Ou se muda a lei de cabotagem (que rege os transportes dentro do país), ou se permite a parceria com a iniciativa privada", diz um antigo executivo da instituição.

    Leia tudo sobre: correiosectmtampeleições2010pleito2010erenice

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG