Goldman diz que Serra exagerou ao prometer 400 km de metrô

O governador assumiu a paternidade da proposta do presidenciável tucano de fazer metrô com o dinheiro do trem-bala

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), disse que o candidato tucano à Presidência e seu antecessor, José Serra, exagerou ao dizer que faria 400 quilômetros de metrô com o dinheiro que o governo federal pretende gastar no trem-bala.

“Ele exagerou quando disse 400 quilômetros. Daria se fosse para fazer VLT (Veículo Leve sobre Trilhos, o metrô de superfície)”, disse Goldman ao ex-prefeito Paulo Maluf (PP) pouco antes do debate entre os candidatos ao governo paulista da Band.

Agência Estado
O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, no estúdio da Band, para acompanhar debate entre os candidatos ao governo de São Paulo
Goldman assumiu para si a paternidade do projeto. “Eu tenho escrito isso para ele (Serra) há uns seis meses. Com o dinheiro do trem-bala dá para fazer metrô em várias capitais”, disse o governador a Maluf.

Segundo ele, o custo do quilômetro de VLT é R$ 100 milhões. O trem-bala está orçado em R$ 35 bilhões. O preço do metrô é mais alto devido ao alto custo de perfuração.

Goldman e Maluf entraram no assunto depois que o ex-prefeito, cuja candidatura a deputado federal foi impugnada pelo Ministério Público Federal em função do Ficha Limpa, foi cumprimentar Serra pelo projeto de usar o dinheiro do trem-bala para construir metrô. “Disse a ele que estou totalmente a favor. Eu faria a mesma coisa”, disse Maluf.

Serra chegou de helicóptero à Band para acompanhar o candidato do partido ao governo, Geraldo Alckmin, no debate. Questionado por uma repórter se tinha ido à Band para prestigiar Alckmin, Serra respondeu: “prestigiar não, porque não precisa, eu vim acompanhar”.

    Leia tudo sobre: Eleições SerraSPtrem-balaMaluf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG