Garcia chama Serra de "exterminador do futuro"

Assessor especial de Lula reagiu a críticas feitas ontem pelo pré-candidato tucano ao governo boliviano

Sabrina Lorenzi, iG Rio de Janeiro |

"Exterminador do futuro da política externa". Assim assessor especial da Presidência, Marco Aurélio Garcia, auxiliar do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para questões internacionais, define o pré-candidato à Presidência José Serra (PSDB), após críticas que o tucano teria feito à Bolívia, ao Irã e ao Mercosul. A declaração foi dada aos jornalistas logo após sua palestra no III Foro Brasil-União Europeia, que acontece até esta sexta-feira (28), no Rio.

"Qualquer funcionário, sobretudo quem aspira ser o primeiro funcionário do governo, tem que ter muita serenidade na análise na situação internacional porque isso envolve relacionamento com países, ainda mais vizinhos, com quem temos relações sólidas. O Serra está tentando ser o Exterminador do Futuro na política externa", atacou Garcia, ao ser indagado sobre críticas do candidato do PSDB à Bolívia.

Serra afirmou ontem, em entrevista à rádio Globo, que o governo boliviano é condescendente com o tráfico de drogas para o Brasil. Em outras ocasiões, o candidato à Presidência declarou que o Mercosul precisa ser reformulado e que o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, se assemelhava ao ditador Adolf Hitler.

"Ele já destruiu o Mercosul, nossas relações com a Bolívia, já falou que o Mahmoud Ahmadinejad é Hitler. Acho que ele talvez esteja pensando em políticas de cortes de despesas com o fechamento de umas 20 ou 30 embaixadas nos países que ele vem insultando", afirmou Garcia.

"Não me parece conduta de um candidato a presidente", disse. Garcia é ex-presidente nacional do PT, que tem como candidata a ex-ministra Dilma Rousseff.

    Leia tudo sobre: SerraMercosulIrãMarco Aurélio GarciaBolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG