Gaguim promete não demitir servidores

Governador do Tocantins volta criticar pesquisa do Ibope, com o apoio do prefeito Raul Filho

Gilson Cavalcante, iG Tocantins |

No seu último comício realizado ontem à noite o governador do Tocantins e candidato à reeleição Carlos Gaguim (PMDB) prometeu que não vai promover demissões de servidores públicos. E assegurou: “se Siqueira Campos (PSDB) estivesse no poder e estivesse em sua condição usaria a máquina administrativa para fazer campanha”.

Gaguim disputa com o tucano o governo do Estado em desvantagem nas pesquisas, conforme o Ibope. Na pesquisa encomendada pela TV Anhanguera, o peemedebista apareceu com 11 pontos atrás de Siqueira. O resultado, segundo analistas políticos, foi motivado pelas últimas denúncias de envolvimento do nome de Gaguim no escândalo da fraude em licitações denunciado pelo Ministério Público de São Paulo.

“A caneta do governador Gaguim não vai demitir nenhum funcionário público, porque o Estado tem dinheiro suficiente para pagar todos os funcionários em dia. Se o Siqueira fosse o governador hoje, ele usaria o dinheiro público para fazer campanha. E isso é coisa que eu não faço. Eu não sou irresponsável," disse Gaguim, inconformado com o resultado da última pesquisa do Ibope.

Sigilos

Em entrevista a uma emissora de rádio em Palmas, o governador criticou a Organização Jaime Câmara, grupo de comunicação que contratou o Ibope para fazer as pesquisas de intenção de votos. Insistiu o governador que a pesquisa foi “comprada” e tentou desancar a diretoria da empresa de comunicação.
Segundo a pesquisa Ibope o tucano está com 49%, contra 38% de Gaguim.

Durante a entrevista, o peemedebista ameaçou pedir a quebra dos sigilos telefônico e bancário dos diretores da Organização Jaime Câmara. “A TV que divulgou o Ibope mostra um resultado que não condiz com o sentimento eleitores nas ruas,” reiterou.

Raul Filho

O prefeito de Palmas, Raul Filho (PT) também criticou os veículos de comunicação e acusou a imprensa tocantinense de “não ter agido com imparcialidade, mas sim com tendências partidárias, principalmente o veículo de comunicação que divulgou a pesquisa do Ibope”.

Na avaliação do prefeito petista, “a sociedade vai reagir nas urnas” ao que denominou de “injustiças”, referindo ainda o resultado da última pesquisa. E completou acusando que alguns dirigentes de veículos de comunicação “têm comandado carreatas na campanha adversária”.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG