Gabeira propõe separar Defesa Civil da Secretaria de Saúde

Ao lado do deputado europeu Daniel Cohn-Bendit, candidato diz que catástrofes são inevitáveis e que população deve estar preparada

Flávia Salme, iG Rio de Janeiro |

O candidato ao governo do Rio, Fernando Gabeira (PV), afirmou nesta quinta-feira (26) que, se eleito, vai separar a Defesa Civil da Secretaria Estadual de Saúde, modelo que foi implantado pelo governador Sérgio Cabral (PMDB), que concorre à reeleição, no início de sua gesão, em 2007.

O candidato verde propõe que o órgão seja orientado a capacitar moradores do Rio para lidar com tragédias ambientais e diz que, para isso, a Defesa Civil não pode estar subordinada à Secretaria de Saúde.

“Os desastres ambientais virão de qualquer maneira, mesmo se chegarmos a um acordo ( sobre meio ambiente )”, ponderou. “Por maior que seja, a Defesa Civil nunca vai dar conta de um trabalho sozinha, você tem organizar as pessoas nos seus bairros, é preciso que elas saibam para onde ir quando perderem suas casas”, disse o verde.

Segundo Gabeira, além de treinar moradores em cada bairro, de acordo com as possibilidades de riscos das áreas em que vivem, é preciso também identificar pessoas com dificuldade de locomoção para que existam planos de emergência que garantam a remoção imediata de quem precisa.

Gabeira esteve reunido com o deputado europeu Daniel Cohn-Bendit, líder estudantil do movimento Maio de 1968, em Paris, e que atualmente co-preside a organização parlamentar Grupo dos Verdes/ Aliança Livre Européia. Juntos, os dois classificaram de fracasso o encontro de Copenhague (COP 15), realizado em dezembro do ano passado, na Dinamarca, e defenderam políticas que contemplem o meio ambiente como forma de administrar catástrofes ambientais.

Cohn-Bendit faz críticas ao presidente Lula

Durante a palestra que os verdes realizaram no teatro Oi Casagrande, no Leblon, zona sul do Rio, Cohn-Bendit teceu duras críticas ao presidente Lula. A primeira delas foi contra as relações mantidas com o Irã e a aproximação entre os presidentes Lula e Ahmadinejad.

O verde também reclamou das declarações de Lula sobre os presos cubanos. “Fiquei chocado quando me contaram que Lula declarou que os prisioneiros de Cuba são a mesma coisa que traficantes”, disse Cohn-Bendit.

O encontro entre Gabeira e Cohn-Bendit foi organizado por Alfredo Sirkis, presidente do PV no Rio de Janeiro e candidato a deputado federal.

    Leia tudo sobre: Eleições rjgabeiracabraldefesa civil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG