Ficha Limpa: eleitores protestam por aplicação da lei no ES

Entidades da sociedade civil cobram o julgamento imediato de 600 processos de improbidade administrativa que ainda tramitam no TJ

iG Rio de Janeiro |

O Comitê Popular de Acompanhamento Eleitoral, que reúne 22 entidades da sociedade civil do Espírito Santo, protestaram na porta do Tribunal de Justiça (TJ) do Estado nesta quinta-feira (17) para pedir o julgamento imediato de mais de 600 processos de improbidade administrativa. O objeto das organizações é acelerar a aplicação da Lei da Ficha Limpa conta candidatos nas eleições deste ano.

Os manifestantes limparam as escadarias do prédio do TJ e espalharam cruzes pelo jardim que correspondiam ao número de ações paradas. Entre gritos, os presentes acusaram o Tribunal de corrupção e fizeram barulho sob o lema “Chega de recesso, votem os processo”.

A mobilização durou apenas duas horas, no entanto, seus responsáveis prometeram voltar a protestar. Estavam presentes representantes do Conselho Estadual de Direitos Humanos, a Transparência Capixaba, o Fórum Estadual da Juventude Negra, o Núcleo de Estudo da Criança e do Adolescente da Universidade Federal do Espírito Santo, a Associação de Mães e Familiares de Vítimas da Violência, o Insituto Civitas dos Direitos da Cidadania, o Sindipúblicos e o Sindibancários.

    Leia tudo sobre: Eleições ESFicha LimpaTJ-ESprotesto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG