Favela cenográfica de Serra é imposição legal, dizem tucanos

O churrasquinho na laje ambientado na favela cenográfica foi usado como videoclipe do jingle da campanha

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

A polêmica favela cenográfica usada no primeiro programa de TV do candidato do PSDB à Presidência, José Serra, foi uma imposição da legislação eleitoral, segundo fontes da campanha do tucano.

Divulgação
Cena do programa do candidato José Serra no horário eleitoral gratuito na televisão
A legislação proíbe a exibição de cenas externas nas inserções dos intervalos comerciais. O churrasquinho na laje ambientado na favela cenográfica foi usado como videoclipe do jingle da campanha, um samba, que será veiculado tanto nas inserções quanto nos programas em bloco de Serra.

Uma alternativa seria gravar o clipe para as inserções no cenário e para os programas em bloco em uma favela de verdade mas isso levaria à perda de eficiência na identificação.

O expediente é usado em todas as campanhas do PSDB desde 1998. Em eleições passadas, a equipe do publicitário Luiz Gonzalez já usou cenários para reproduzir postos de saúde, salas de aula, Poupatempo, creches etc.

O churrasquinho na laje tucano foi alvo de críticas tanto de petistas  - a própria candidata Dilma Rousseff ironizou o uso do nome do presidente Lula no jingle - quanto de tucanos. Alguns aliados de Serra reclamaram da mudança do nome do candidato de José para Zé. Seria uma tentativa de reeditar a mudança de Alckmin para Geraldo, feita pelo mesmo Gonzalez, na campanha presidencial de 2006.

A interlocutores, o publicitário se defende dizendo que sempre usou o Geraldo desde que Alckmin era candidato a vice de Mario Covas, em 1994. Além disso, ele alega que o candidato a presidente também é chamado de José Serra, Serra e Zé Serra no jingle.

A avaliação da equipe de marketing de Serra é que o primeiro dia da propaganda eleitoral na TV aconteceu dentro do previsto. Dilma apostando na versão do “Brasil grande” com imagens aéreas – um tucano chegou a usar o termo “realismo socialista” a escola estética da ex-União Soviética - e Serra tentando passar a imagem de homem do povo, pé no chão, com calor humano.

    Leia tudo sobre: Eleições Serrapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG