Ex-carlista, prefeita enfrenta oposição do PT, mas apoia Dilma

Jusmari Oliveira acredita que Serra terá dificuldades no extremo Oeste da Bahia, região que o tucano visita hoje

Adriano Ceolin, enviado a Barreiras (BA) |

Prefeita de Barreiras desde janeiro de 2009, Jusmari Oliveira (PR) teve de deixar duas vezes o cargo por imposição da Justiça. Ela foi acusada de crime eleitoral por um grupo de partidos no qual se inclui o PT. Apesar de sofrer oposição de petistas na sua cidade, Jusmari apoia a reeleição de Jaques Wagner (PT) como governador da Bahia e Dilma Rousseff para Presidência da República.

nullEm entrevista ao iG, ela disse por que pede votos para o PT mesmo enfrentando a oposição de petistas. Avalia que José Serra (PSDB) terá dificuldades na campanha no extremo Oeste da Bahia - hoje o tucano visita as cidades de Bom Jesus da Lapa e Barreiras.

Jusmari contou à reportagem que começou a carreira como integrante do grupo carlista, como eram chamados os políticos liderados pelo senador Antonio Carlos Magalhães (DEM), morto em 2007.

Também naquele ano, Jusmari deixou o DEM e migrou para o PR. Ela havia acabado de conquistar uma cadeira de deputada federal. Na época, o DEM apresentou pedido de cassação por infidelidade partidária, pois mudou de partido logo após a eleição. Jusmari, no entanto, acabou vencendo a batalha na Justiça Eleitoral e, em 2008, foi eleita prefeita de Barreiras.

Ainda na entrevista, ela afirmou que defendeu a criação do município Luís Eduardo Magalhães há 10 anos. A cidade era um distrito de Barreiras e ganhou o nome do deputado federal e filho preferido de ACM. Luís Eduardo morreu em 1998, após sofrer um enfarte. Ela disse que o senador foi contra o uso do nome do filho na cidade.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG