"Eu não posso responder por ela", diz Dilma sobre Erenice

Petista diz que nunca aceitou nomeações de parentes para cargos na Casa Civil

Andréia Sadi, iG Brasília |

Roberto Stuckert Filho/Divulgação
Entrevista com Dilma foi veiculada na manhã desta terça-feira
Ex-ministra da Casa Civil, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff , garantiu nesta terça-feira (21) que nunca aceitou nomeação de parentes e “critérios de amizade” ao ser questionada sobre o caso envolvendo Erenice Guerra, a sua substituta na pasta.

Durante entrevista ao Bom Dia Brasil, da TV Globo , Dilma disse que, no período em que trabalhou com Erenice, não teve conhecimento de atos inidôneos da ex-assessora e descartou vínculo de sua campanha com o caso.

“Ninguém esta acima da suspeita. Isso não significa que eu não esteja interessada em apuração.(..) Eu não posso responder por ela.(..) Eu não posso ser responsabilizada pelo que faz o filho ou parente de alguém", afirmou.

Erenice deixou o cargo na Casa Civil após denúncia da revista Veja sobre o suposto esquema de tráfico de influência na Casa Civil. O governo informou que as denúncias serão enviadas ao Ministério da Justiça para serem apuradas pela investigação já aberta sobre o caso. Essa investigação foi pedida pela ex-ministra Erenice Guerra antes de deixar o comando da Casa Civil em meio a acusações contra ela e seus parentes.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG