'Estou me virando', diz Gabeira sobre falta de recursos

Devido à falta de dinheiro, o candidato tem trabalhado sem a perspectiva de pagamento aos 15 colaboradores da sua campanha

Agência Estado |

selo

Após a repercussão negativa de seu pedido de ajuda financeira ao presidenciável José Serra (PSDB), o candidato do PV ao governo do Rio de Janeiro, Fernando Gabeira, disse que não vai pressionar a candidata do PV à sucessão presidencial, Marina Silva, por recursos para sua campanha. "Eu me viro, estou me virando", disse, resignado.

Gabeira disse que já começou a "correr atrás" de recursos e reclamou a interpretação que foi dada pela imprensa da sua visita a São Paulo, na semana passada. "A interpretação foi um pouco fora (do tom)", afirmou o candidato, em evento de lançamento da biografia de Marina, na capital paulista. Gabeira negou que o episódio tenha gerado uma crise interna no PV.

Durante o mesmo evento, o presidente estadual do PV no Rio de Janeiro, Alfredo Sirkis, disse que o partido viabilizou para a candidatura de Gabeira R$ 250 mil dos R$ 4,6 milhões arrecadados até agora pela campanha de Marina. Gabeira reclamou da falta de recursos, mas reconheceu que os partidos que compõem a sua coligação no Rio de Janeiro têm muitas despesas.

"A expectativa é a doação pela internet, mas isso só pode ser feito via partido ou comitê financeiro", explicou o candidato. Gabeira disse que, devido à falta de dinheiro, tem trabalhado sem a perspectiva de pagamento de salário aos 15 colaboradores da sua campanha. "Eu fico muito grato a todos", disse.

    Leia tudo sobre: Eleições rjeleiçõesverba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG