Chuva mantém estável nível de água no Alto Tietê

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Alto Tietê recebeu volume adicional de 39,46 milhões de metros cúbicos de água da Represa Ponte Nova

Agência Brasil

Após receber um volume adicional de 39,46 milhões de metros cúbicos captados da Represa Ponte Nova, o Sistema Alto Tietê manteve o nível de armazenamento estável em 10,7%. Paralelamente ao novo recurso entre ontem (14) e hoje (15) choveu 5,9 milímetros, segundo informações da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Em nota divulgada ontem (14), a Sabesp explicou que a nova captação ocorre por descarga normal, sem a necessidade de bombeamento. Esse acréscimo ocorreu devido uma sequência de quedas no volume armazenado. O nível caiu 4,2%, no sábado (13) para 4,1%, no domingo (14). Há um ano, o Alto Tietê operava com 50% de sua capacidade. 

Este sistema atende os consumidores da zona leste da capital paulista e dos municípios de Arujá, Itaquaquecetuba, Poá, Ferraz de Vasconcelos, Suzano, Mauá, Mogi das Cruzes, parte de Santo André e dois bairros de Guarulhos (Pimentas e Bonsucesso). 

Desde novembro, as chuvas retornaram com mais frequência nas regiões dos mananciais, como a intensidade tem sido desigual alguns reservatórios  são mais afetados do que os outros. 

A exemplo do Alto Tietê, o Sistema Cantareira, que abastece a capital paulista e municípios da região metropolitana de São Paulo tem apresentado quedas contínuas. No último dia 11, o sistema registrou nível de 7,6%. Hoje, teve nova queda passando de 7,3% para 7,2% já incluida a segunda cota do volume morto ou reserva técnica, água captada por bombeamento. 

A situação é mais favorável no Sistema Guarapiranga onde o nível subiu de 34,8% para 35,8%. Neste sistema que abastece, principalmente os moradores da região sul da cidade de São Paulo foi ultrapassada a metade da média histórica do mês faltando 16 dias para o término de dezembro. O acumulado no mês é 96,4 milímetros ante a média de 175,2 milímetros. 

Também aumentaram os níveis nos demais sistemas: Alto Cotia (de 30,3% para 30,6%); Rio Grande (de 64,3% para 65,1%) e Rio claro (de 25,9% para 28%).

Leia tudo sobre: brasiligspalto tietê

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas