Rio Grande do Sul tem previsões de mais temporais nos próximos dias

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

O deslocamento de uma frente fria deve provocar chuva em todo Estado, diz o meteorologista da Defesa Civil do Estado

Atingido pelo inverno mais chuvoso dos últimos 31 anos, o Estado do Rio do Sul tem previsões de novos temporais nos próximos dias. Segundo a Defesa Civil, a meteorologia prevê chuva intensa e temperaturas baixas no Estado até o dia 10. 

“Entre a sexta-feira (4) e o domingo (6), o deslocamento de uma frente fria deve provocar chuva em todo Estado, com possibilidade de temporais e queda de granizo em áreas isoladas, principalmente na metade Sul e na faixa Leste”, relata o meteorologista da Defesa Civil, Flávio Varoni.

Roberto Vinícius/Futura Press
Chuva provoca alagamento em Porto Alegre

O predomínio do ar quente e úmido vai determinar a elevação das temperaturas. A partir do domingo, o ingresso de uma massa de ar seco e frio vai afastar as áreas de instabilidade e provocar o declínio das temperaturas. “Em algumas áreas que estamos observando, e que sofreram com enchentes nos últimos dias, o volume de chuva nos mantém em alerta. Em São Borja e Região da Fronteira Oeste pode chover entre 80 e 90 milímetros”, alerta o meteorologista.

Na segunda-feira (6) e na terça-feira (7), as temperaturas mínimas oscilarão entre 4°C e 6°C em grande parte das áreas. Em algumas regiões está previsto temperaturas inferiors a 3°C, com formação de geadas no amanhecer.

Mais: Chuvas afetam mais de 9,6 mil pessoas no RS

O ar frio só perderá intensidade a partir de quarta-feira (8), com ingresso de ar quente e úmido, que favorece a elevação das temperaturas, com possibilidade de pancadas isoladas de chuva na maioria das localidades. Os volumes esperados para o período deverão oscilar entre 50 e 80 milímetros em grande parte do Estado e poderão superar os 100 milímetros em diversas áreas da Campanha e da zona sul.

Áreas afetadas

Segundo a Defesa Civil do Estado, o número de desalojados e desabrigados diminuiu nos 115 municípios que relataram problemas relacionados às fortes chuvas. O relatório divulgado pela Defesa Civil Estadual nesta sexta-feira (4) aponta 67 municípios em situação de emergência e dois (Iraí e Barra do Guarita) em estado de calamidade pública. Cerca de 15.670 pessoas foram prejudicadas pelas chuvas. Deste total, 1.624 desabrigadas e 14.046 desalojadas. Até agora duas pessoas já tiveram a morte confirmada por conta das enxurradas. Eracildo Luiz Assmann, 56 anos, do município de Arroio do Tigre, localidade de Arroio Caixão foi encontrado morto. O mesmo ocorreu com José Lindomar da Silva, no município de Jacutinga. Paula Phon, 23 anos, também na localidade de Arroio Caixão, em Arroio do Tigre, segue desaparecida e os bombeiros seguem com as buscas.

Leia tudo sobre: rio grande do sulchuvasprevisão do tempo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas