Edmilson Rodrigues vai para o segundo turno em Belém (PA) e pode ser o primeiro prefeito eleito pelo Psol, partido criado há sete anos por dissidentes do PT

O candidato Edmilson Rodrigues (PSOL) tem 38% das intenções de voto e lidera a corrida eleitoral em Belém
Divulgação/Facebook
O candidato Edmilson Rodrigues (PSOL) tem 38% das intenções de voto e lidera a corrida eleitoral em Belém

Maria Luiz Fontanelle é uma figura emblemática da história do PT e do período de reabertura política do país. Foi a primeira candidata eleita prefeita de uma capital pelo partido, então com cinco anos de idade, e a primeira mulher a ocupar o cargo no Brasil, ao vencer de virada a eleição de 1985 em Fortaleza (CE). Sua gestão, porém, terminou de forma melancólica.

Leia também:  PSOL e PSDB vão disputar segundo turno em Belém

Apontada até o último momento nas pesquisas de intenção de voto como terceira colocada, com apenas 10% de participação, foi pega de surpresa pelas urnas, que deram a ela a vitória, sem um plano efetivo de governo. Tentou administrar através de um sistema descentralizado, baseado em “conselhos populares”, aos quais era dada autonomia para discutir e implantar uma série de ações, e acabou afundada em dívidas. Sem o apoio do então governador do Ceará, Tasso Jereissati, nem do presidente José Sarney, que acusou de boicotar sua gestão, enfrentou greve geral de servidores e brigou com o PT, que acabou por expulsá-la em 1987.

Acompanhe no iG a apuração em tempo real

Guardadas as diferenças de contexto, o desafio de Edmilson Rodrigues, candidato do Partido Socialismo e Liberdade (Psol) à prefeitura de Belém, eleito em primeiro lugar para segundo turno, será semelhante – o segundo colocado foi Zenaldo Coutinho, do PSDB, com 30,7%. Líder nas pesquisas de intenção de voto na capital paraense, poderá ser o primeiro prefeito de uma grande capital do país eleito pelo partido, fundado por dissidentes do PT, descontentes com os rumos tomados após a chegada à presidência da república.

Entre as dificuldades que poderá encarar, está a de conciliar na administração de uma grande capital as diversas correntes internas do partido. Assim como o PT em sua origem, o Psol abriga uma série de correntes ideológicas, que vão do Movimento Esquerda Socialista, liderado pela ex-deputada federal Luciana Genro, ao Movimento Terra Trabalho e Liberdade, que tem a frente a deputada estadual fluminense Jandira Rocha. Outras lideranças importantes são a ex-senadora Heloísa Helena, hoje vereadora por Maceió, e o ex-deputado João Batista Oliveira de Araújo, o Babá, líder da Corrente Socialista dos Trabalhadores.

A seu favor, porém, Rodrigues tem ao menos uma diferença fundamental em relação a Maria Luiza Fontanelle. Se vencer, não será a primeira vez. Entre 1997 e 2004, foi prefeito da mesma cidade, mas então pelo PT, o partido ao qual era filiado na ocasião. É do período que vem ao menos parte da popularidade de sua candidatura atual. No primeiro turno, recebeu 32,5% dos votos válidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.