Polícia da BA apura se assassinato de jovem foi resultado de homofobia

Djeane Lima, de 19 anos, foi agredida a facadas na noite de terça-feira (16) por ter reagido a uma provocação

Agência Estado |

Agência Estado

A polícia da Bahia investiga se o assassinato a facadas de uma jovem de 19 anos, na noite desta terça-feira (16), na periferia de Salvador, foi fruto de homofobia. A companheira dela, com quem dividia uma casa no bairro de Fazenda Grande há três meses, ficou ferida no ataque, mas passa bem.

Leia também:
Por medo de violência, Bahia não adotará horário de verão a partir de domingo
Leia mais notícias do estado

De acordo com testemunhos colhidos por agentes da 13.ª Delegacia de Polícia, onde o caso é investigado, o autor do ataque foi um morador da região, identificado como Alan. No início da noite, Alan teria feito uma piada sobre as jovens, que reagiram e discutiram. Por volta das 23 horas, o homem teria ido à casa delas, acompanhado por um amigo, e agredido as duas a facadas.

Djeane Lima morreu no local. Apesar de ter sofrido diversas facadas nos braços e no tórax, Daiane dos Santos, de 22 anos, foi encontrada com vida e levada ao Hospital do Subúrbio, de onde teve alta na tarde desta quinta-feira (18). O suspeito ainda não foi localizado pela polícia.

    Leia tudo sobre: homofobiasalvadorviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG