Embate entre Wagner e Geddel fica mais acirrado

Peemedebista chama petista de 'duas caras' após o governador dizer que ele 'não tem compromissos com projetos'

Aura Henrique, iG Bahia |

O candidato do PMDB ao governo da Bahia, Geddel Vieira Lima, rebateu nesta sexta-feira na TV Aratu as críticas que o governador Jaques Wagner (PT), que tenta a reeleição, teceu ontem sobre ele, em entrevista na mesma emissora. Geddel chamou Wagner de “político duas caras” e definiu como “ataque gratuito” as afirmações do  governador. Wagner teria dito que o oponente “não tem compromissos com projetos”, acusando-o de deslealdade a ele e ao presidente Lula.

Geddel afirmou que o governador consolida a imagem política de uma figura que tem duas faces, duas caras. “Quando ele quer o apoio, é merecedor de todos os elogios. Quando você diverge, parte para o ataque pessoal, absolutamente gratuito”, ressaltou o peemedebista. Geddel disse ainda não reconhecer em Wagner autoridade política ou moral para “apontar o dedo” sobre ele.

Como exemplo do suposto comportamento dúbio do atual governador, Geddel lembrou que até meses atrás Wagner tentou conquistar o apoio do senador César Borges, candidato à reeleição por sua chapa. “Querendo o seu apoio, construiu o discurso de que a Bahia vive outro momento e que César realiza um grande trabalho no Senado”, afirmou o peemedebista.

    Leia tudo sobre: eleições bageddelwagner

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG