Discursando em palanque improvisado, a candidata voltou a prometer seis mil creches

Andréia Sadi, enviada ao Espírito Santo
Grevistas protestam durante ato de campanha de Dilma Rousseff, em Vitória (ES)
Servidores em greve do Ministério do Trabalho organizaram um protesto no centro de Vitória para receber a ex-ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. Candidata do PT à Presidência da República cumpre agenda na capital do Espírito Santo, que inclui ato político e almoço com empresários locais.

Misturados aos militantes do PT, os grevistas ergueram faixas de protesto contra o governo federal durante a caminhada de Dilma. "O ministério está agonizando, foi entregue às baratas e ninguém faz nada. Queremos melhorias", disse o servidor Angelo Cesar, de 48 anos. Segundo ele, quase 50% dos recém-concursados abandonam a carreira porque recebem o pior salário da administração federal. "Pedimos para o Lula nos receber e nada. Aí ele pede para votarmos na Dilma e vamos votar por quê?", queixou-se.

Dilma falou à população em cima de um palanque improvisado, onde defendeu compromisso com crianças e voltou a prometer a criação de seis mil creches se eleita.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.