Em São Paulo, quatro são detidos com folhetos anti-Dilma

Panfletos apócrifos distribuídos por pessoas supostamente ligadas ao PSDB acusam petista de ter sido terrorista durante a ditadura

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Quatro pessoas supostamente ligadas ao PSDB foram detidas na tarde desta segunda-feira enquanto distribuíam panfletos apócrifos contra a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff , na Zona Norte de São Paulo.

Segundo funcionários do 46º Distrito Policial (Perus), os detidos ofereceram a um petista panfletos que acusavam Dilma de ter sido terrorista e assaltante de bancos durante a ditadura militar (1964-1985).

O petista acionou a Polícia Militar, alegando se tratar de crime contra a honra da candidata, e todos foram levados para a delegacia.
Ainda de acordo com funcionários do 46º DP, um homem que de identificou como coordenador da campanha do tucano José Serra naquela área da capital paulista chegou posteriormente à delegacia para defender os quatro detidos. Um termo circunstancial foi registrado e todos os envolvidos serão interrogados.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG