Em quatro anos, patrimônio de Casagrande quadruplica

Candidatos ao governo do Espírito Santo declararam seus bens nesta segunda-feira (5) ao registrar candidatura no TRE

Samia Mazzucco, iG Rio de Janeiro |

O senador Renato Casagrande (PSB) registrou nesta segunda-feira (5) sua candidatura no Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) ao governo do estado. O candidato declarou ter um patrimônio de R$ 564.090,00. Entre os bens constam dois apartamentos, um no valor de R$ 190 mil, três carros e uma poupança de R$ 215 mil.

O valor total do patrimônio é o quádruplo dos R$ 130.214,00 declarados por ele nas eleições de 2006, quando foi eleito senador. Segundo levantamento feito pelo projeto Excelências da ONG Transparência Brasil, no pleito daquele ano Casagrande declarou entre seus bens um apartamento, dois carros e aplicações bancárias de R$ 2.535,00.

Procurada, a assessoria do senador informou que ele tinha uma viagem marcada para a manhã desta terça-feira (6) e não poderia comentar o assunto na noite desta segunda-feira (5).

Herança

Na manhã desta terça-feira, a assessoria de Casagrande explicou que o aumento no patrimônio do senador deve-se ao recebimento de uma casa, que fazia parte do espólio de sua sogra, como herança. De acordo com sua assessoria, a venda da casa "ocasionou o aumento do patrimônio e também possibilitou que ele comprasse o apartamento em Vitória".

No registro, Casagrande declarou que a previsão de gasto para a campanha é de R$ 10 milhões. A candidatura foi registrada junto com a de seu vice, Givaldo Vieira, do PT, um dos 16 partidos da coligação batizada de “Juntos Pelo Futuro”.

Oposição

O postulante da oposição, o tucano Luiz Paulo Vellozo Lucas, também registrou sua candidatura nesta segunda-feira (5) no TRE-ES junto com seu vice, o vereador Max da Mata, líder do DEM na Câmara Municipal de Vitória. A previsão de gasto na campanha da aliança "Espírito Santo Quer Mais”, que reúne cinco legendas, é a mesma de seu adversário, R$ 10 milhões.

Vellozo declarou à Justiça Eleitoral possuir um patrimônio de R$ 552.673,14, sendo uma casa avaliada em R$ 521.941, 61, uma moto de R$ 21 mil e aplicações financeiras no total de R$ 9.731,53.

Quando concorreu à Câmara dos Deputados, em 2006, seu patrimônio era de R$ 594.953,00, de acordo com levantamento do projeto Excelências da ONG Transparência Brasil. Entre os bens, o deputado possuía uma casa, dois carros, um terreno e aplicação em banco.


    Leia tudo sobre: CasagrandeVellozoregistrocandidaturaPSBPSDB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG