Em Pernambuco, Dilma soma 66% das intenções de voto

De acordo com levantamento Diário Data Associados, candidata petista tem a preferência local de dois terços dos eleitores

Thaisa Lisboa, iG Pernambuco |

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, dispara com folga a campanha em Pernambuco com 52 pontos de diferença sobre o seu principal adversário, o ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB). É o que aponta a segunda rodada da pesquisa do Instituto Diário Data Associados para o Diário de Pernambuco .

A petista aparece 66% das intenções de votos dos pernambucanos. Já o tucano tem 14% das intenções na pesquisa estimulada. Para o cientista político e coordenador do Diário Data, Adriano Cerqueira, o quadro favorável de Dilma se deve ao fato de a candidata ter o apoio do presidente Lula e do atual governador e candidato à reeleição de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). “Ele (Eduardo) está muito bem na pesquisa e certamente tem ajudado muito. Dilma pegou carona dos dois. Como os dois padrinhos dela são excepcionais em termos políticos, o efeito sobre a candidata do PT é intenso”, afirma Cerqueira.

O levantamento mostrou que, em Pernambuco, o escândalo da Receita Federal, envolvendo o vazamento de informações fiscais sigilosas de cidadãos – inclusive da filha de José Serra, Verônica Serra – não afetou a ex-ministra chefe da Casa Civil. "Existia a expectativa de que esse escândalo poderia neutralizar ou contaminar a campanha de Dilma de alguma forma, mas até o momento nada aconteceu entre os eleitores de Pernambuco", disse Cerqueira.

Em relação aos votos válidos, que são os votos nominais, a vantagem de Dilma cresce para 76% das intenções de votos contra 16% de Serra. Para se obter o total dos votos válidos é preciso excluir os brancos, os nulos e o percentual de pessoas indecisas. Na apuração oficial e divulgação do resultado final pela Justiça Eleitoral são utilizados os válidos.

A metodologia utilizada nesta sondagem prevê que o entrevistado aponte qual o seu candidato preferido num disco com o nome dos concorrentes. Na pesquisa espontânea, na qual o eleitor lembra sozinho e cita o nome dos seus candidatos prediletos, a ex-ministra tem 58% das intenções, enquanto ex-governador está com 10%.

A candidata do Partido Verde, Marina Silva, aparece com 6% das intenções de votos na estimulada. Se considerarmos os válidos, a verde tem 7%. Os votos brancos, nulos e indecisos somam 13%. Os demais presidenciáveis Plínio de Arruda (PSOL), Levy Fidelix (PRTB), Ivan Pinheiro (PCB), Zé Maria (PSTU) e Eymael (PSDC) obtiveram menos de 0,5%.

Em relação ao quesito renda, a pesquisa mostrou que quanto mais pobres forem os eleitores pernambucanos, maiores são as intenções de voto para a candidata do PT. Entre os que recebem até um salário mínimo por mês, o voto para a petista chega a 70%. Já entre os eleitores que recebem mais de  dez salários, a preferência por Dilma diminui: 48%. Por sua vez, o candidato do PSDB, José Serra, aparece com 11% das intenções de voto entre os mais pobres. Porém, entre os que ganham mais de dez salários o tucano aparece com 28% da preferência.

O levantamento mostrou também que Dilma tem a preferência entre os eleitores de 45 a 59 anos: 72%. Neste grupo, Serra aparece com 11%. O tucano tem seu maior desempenho entre os 16 e 24 anos, com 16% da preferência. Nesta mesma faixa etária, Dilma soma 63% das intenções de voto.

Foram entrevistados 1.100 eleitores entre os dias 12 e 15 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) sob o nº 46.997 e no Tribunal Superior Eleitoral com o registro nº 30.403. O Diário Data contou com a assessoria técnica da Giga Consultoria.

    Leia tudo sobre: eleições peeleições dilmapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG