Em PE, Campos inaugura comitê e pede voto para Dilma

Candidato à reeleição, governador diz que é preciso 'defender Lula, defender Dilma'

Agência Estado |

Candidato à reeleição, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) conclamou a militância a ir às ruas e fazer "a maior vitória no Brasil para Dilma Rousseff". O apelo foi feito em discurso neste domingo,  na inauguração do comitê central da campanha majoritária, no bairro do Rosarinho, no Recife. A festa, iniciada no final da manhã, foi considerada o pontapé inicial da campanha governista no Estado e reuniu cinco mil pessoas, de acordo com os organizadores.

"É fundamental que cada um saiba que é preciso me representar onde estiver, representar a nossa história, defender o nosso governo, defender o presidente Lula, defender Dilma", disse ele à militância e candidatos majoritários e proporcionais. "Na fila do ônibus, na fila do banco, na zona rural, onde estiver".

"Estou doido para que chegue o dia 3 (de outubro), quero ouvir o povo do Brasil dizer Lula, nós aprovamos o seu governo, confiamos em você, vamos entregar o Brasil a uma grande mulher, experiente, combativa, séria, que vai mudar o Brasil para melhor", afirmou, ao pedir a vitória completa, o que inclui a sua reeleição e a eleição do ex-ministro Humberto Costa (PT) e do deputado federal Armando Monteiro Neto (PTB) ao Senado.

À frente de um governo que conta com forte aprovação popular e o apoio do governo federal, Eduardo terá como principal adversário o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), que o antecedeu no governo, cumprindo dois mandatos. "Não vamos subir em salto alto", discursou ele, diante da expectativa de sua vitória já no primeiro turno, pedindo empenho e disposição na campanha.

    Leia tudo sobre: Eduardo CamposDilma Rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG