Em meio a defecções, Jarbas consegue ganhar um aliado

Alvo de disputa nestas eleições, prefeito de Gravatá resolve ficar com o candidato peemedebista

Thaisa Lisboa, iG Pernambuco |

A polêmica envolvendo qual candidato ao Governo de Pernambuco - Jarbas Vasconcelos (PMDB) ou Eduardo Campos (PSB) - o prefeito de Gravatá, a 85 Km da capital, Ozano Brito (PSDB), iria apoiar teve um desfecho nesta segunda-feira (13). Brito anunciou que vai seguir a orientação do seu partido tanto no pleito estadual quanto no nacional.

"Eu votei em Eduardo Campos quando ele mais precisava de votos, em 2006. Agora vou permanecer com a aliança do PSDB, apoiando Jarbas Vasconcelos", disse Ozano ao reassumir a prefeitura após um período de licença médica por problemas de saúde. Brito foi o centro de disputa por apoios entre as coligações de Jarbas e Eduardo, Pernambuco Pode Mais e Frente Popular, respectivamente.

Em agosto, Jarbas foi surpreendido com o apoio do ex-prefeito de Gravatá, Joaquim Neto (PSDB), ao candidato-governador Eduardo Campos. Na ocasião, Neto disse que o atual prefeito da cidade, seu aliado, também passaria apoiar Eduardo. Entretanto, a oposição negou a informação de Joaquim Neto. Dos 17 prefeitos do PSDB em Pernambuco, 14 estão com o presidente do PSB.

Jarbas vem encontrando muitas dificuldades para fazer campanha no interior do Estado, onde a grande maioria dos grupos está apoiando a reeleição do Governador Eduardo Campos. Desde o começo da campanha, o candidato do PMDB vem internamente reclamando do apoio do PSDB ao governador Eduardo Campos.

    Leia tudo sobre: eleições pejarbas vasconcelos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG