Em Goiás, Iris Rezende vê pesquisas com reserva

Levantamento divulgado no último domingo mostrou vantagem de Marconi Perillo, do PSDB, sobre ex-prefeito de Goiânia

Gustavo Martins, iG Goiás |

O candidato ao governo de Goiás, Iris Rezende (PMDB), disse em entrevista ao iG nesta terça-feira que não se abala com pesquisas que apontem grande vantagem do adversário Marconi Perillo (PSDB). Segundo o peemedebista, sua experiência na política o leva a ver levantamentos de intenção de voto com uma certa reserva.

O jornal Diário da Manhã, de Goiânia, divulgou no último domingo, dia 20, sondagem do Instituto Ecope do Brasil, com 6.470 entrevistados, em que o candidato tucano teria vantagem de 14,4 pontos percentuais em relação ao candidato do PMDB. Marconi Perillo teria 54,4% das intenções de voto, enquanto Iris Rezende aparece no levantamento na preferência de 39,9% dos entrevistados. Em terceiro lugar, estaria o candidato Vanderlan Cardoso (PR), com 4% das intenções de voto. A margem de erro da Ecope/Diário da Manhã é de 2,7 pontos percentuais para mais ou para menos.

Iris afirmou que teve acesso a pesquisas que demonstravam realidade diferente da apresentada no jornal Diário da Manhã. "Nós temos acesso a números que nos levam a não dar crédito a esse resultado. Há pouco mais de 20 dias vi uma pesquisa que mostrava realidade diferente", afirmou. O peemdebista garantiu que segue confiante e a todo vapor na campanha para o governo.

O candidato do PMDB lembrou sua campanha para a prefeitura de Goiânia em 2004, para exemplificar o disparate entre pesquisa e resultado. Levantamentos apontavam o atual deputado federal Pedro Wilson (PT), na frente com vantagem para o segundo turno. Após a apuração, Iris terminou com 56,71% dos votos, contra 43,29% do petista. "Na campanha para a prefeitura de 2004 foi a mesma coisa. Mostravam que eu iria perder no segundo turno, mas acabei eleito com boa margem", justifica o peemedebista.

Líderes do PMDB preferiram não repercutir a pesquisa, afirmando não a reconhecerem como legítima. Já o deputado estadual Luis Cesar Bueno (PT) afirmou, em entrevista ao Diário da Manhã, que Iris deve crescer após a convenção e o lançamento da campanha.

Os tucanos, no entanto, comemoraram os números do Instituto Ecope/Diário da Manhã. O senador Marconi Perillo explicou que a liderança e a margem de 14,4 pontos percentuais é fruto dos trabalhos realizados os dois mandatos à frente do governo de Goiás (1999-2006). Os tucanos dizem que o nome de Marconi pode crescer ainda mais com o avanço das campanhas.

Vanderlan Cardoso, que apresentou crescimento em relação a outra pesquisa divulgada em abril, quando apresentou 0,6% das intenções de voto, preferiu não comentar a pesquisa.

    Leia tudo sobre: Iris RezendeMarconi PerilloGoiásPMDBPSDB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG