Com adesão de PSB e PDT, PR agora aguarda decisão do DEM

A chapa Nova Frente comemora o apoio de mais dois aliados: PSB e PDT decidiram por fechar com a chapa do candidato Vanderlan Cardoso, do PR, e o grupo do candidato ao governo de Goiás conta agora com nove partidos: PR, PP, PSB, PDT, PSC, PV, PRP, PSDC e PTN. Vanderlan aguarda, ainda, a decisão do DEM a ser tomada na convenção partidária, realizada nesta quarta-feira.

O presidente estadual do PSB, Barbosa Neto, foi um dos articuladores da Nova Frente e seu retorno à linha de frente da chapa de Vanderlan foi comemorada pelo candidato do PR. Barbosa flertou com o PMDB e planejou sair como candidato a senador, mas tanto PSB como PDT não farão parte da chapa majoritária do candidato do PR.

Neto, ex-presidente da Goiás Turismo, acredita na eleição polarizada entre “projeto novo e consistente e o que as pessoas já conhecem”, em referência a Marconi Perillo (PSDB) e Iris Rezende (PMDB).

“Acho que a visão de mundo de Vanderlan, o ser humano bom que ele é, aliado à experiência que teve frente à administração da prefeitura de Senador Canedo, faz crer que essa força política que tem sido construída apesar de todas as adversidades, disse o presidente estadual do PSB, que sairá candidato a deputado federal. "Só Vanderlan sabe o que passou nesses últimos dias. Essa campanha terá um final feliz porque as turbulências vividas fizeram com que as relações fossem fortalecidas, com que nos conhecêssemos melhor. É na adversidade que a gente conhece as pessoas de verdade."

Do lado do PDT, o presidente estadual do partido, Marcelo Panela, disse que os diálogos da sigla com a Nova Frente acontecem há muito tempo. Panela negou que o PDT tenha negociado o apoio com o PR.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.