Em busca do voto jovem, Dilma faz campanha na Cidade de Deus

Candidata do PT à Presidência visita a sede da Cufa, no Rio, e depois deve participar de evento acompanhada do governador Cabral

Andréia Sadi, iG Brasília |

Pela quarta vez desde o início da campanha oficial, Dilma Rousseff volta neste sábado (7) ao Rio de Janeiro e visita à sede da Cufa (Central Única das Favelas), na Cidade de Deus, zona oeste do Rio, para apresentar seu programa a jovens. Em seguida, a petista deve participar de um ato político. Candidato à reeleição, o governador do Estado, Sérgio Cabral, vai aproveitar a passagem da candidata do PT à Presidência na comunidade, localizada na zona oeste do Rio, para subir no palanque e falar das unidades de polícia pacificadora (UPPs).

A assessoria de Cabral disse ao iG que o local foi escolhido para o ato, após a atividade da Cufa, por ser uma “comunidade emblemática” envolvendo as UPP. Inaugurada em fevereiro do ano passado, a implantação da unidade da Cidade de Deus, que ganhou fama após a produção de mesmo nome do cineasta Fernando Meirelles, apresentou resultados positivos e diminuiu as taxas de criminalidade.

AE
Dilma, durante o seu primeiro comício no Rio: companhia de Eduardo Paes, presidente Lula e Sérgio Cabral

Antes do palanque desta tarde, Dilma vai à Cufa conversar com jovens sobre seus projetos. A Cufa disse que convidou todos os presidenciáveis para debater propostas. A entidade já recebeu mais de R$ 11 milhões em recursos do governo federal e a candidata petista já sabe que terá um clima mais do que favorável para apresentar suas propostas.

Em nova agenda casada com o governo federal, um dos temas que serão abordados por ela no encontro com os jovens é o combate ao crack. Na semana passada, o governo garantiu novidades sobre o combate ao crack para que Dilma possa apresentar no evento de sábado: dentro da medida provisória 498, liberou cerca de R$ 408 milhões em programas de combate à droga.

Uma das linhas que deve ser adotada na proposta de Dilma é desvincular as drogas da juventude, segundo a coordenadora e secretária nacional de Juventude do PT, Severine Macedo. “O jovem é a vítima do ciclo, não o propositor. O aparato repressor do estado tem que estar focado para o combate ao tráfico e as políticas de saúde pública para os usuários, quase sempre jovens”, disse Severine à reportagem.

Questionada se a campanha petista tem alguma estratégia específica para convencer esta fatia do eleitorado mais inclinado para Marina Silva , do PV, a votar em Dilma, Severina afirmou que a educação será uma prioridade e qualificação dos jovens para o mercado de trabalho.

Visita rotineira

Desde o dia 6 de julho, quando começou a campanha oficialmente, a petista esteve no Rio de Janeiro praticamente uma vez por semana. Segundo consulta à sua agenda de compromissos, a petista esteve no Estado nos dias 9 e 16 de julho e no último dia 2.

No dia 16, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva estreou a sua participação em comício eleitoral ao lado da candidata. Debaixo de chuva, cerca de duas mil pessoas assistiram aos discursos feitos por Lula e Dilma do palanque na Cinelândia, centro do Rio.

    Leia tudo sobre: Dilma Rousseffeleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG