Em Belo Horizonte, ex-ministra se encontra com lideranças municipais para conter ação do governador mineiro em favor de Serra

Em evento para cerca de 300 prefeitos e 400 vice-prefeitos de cidades mineiras, a candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff, prometeu hoje, em Belo Horizonte (MG), fazer uma gestão municipalista, caso seja eleita no dia 31 de outubro. “As pessoas não moram na União nem no Estado, moram no município”, disse, ressaltando que pretende reforçar programas sociais com o apoio de prefeitos.

O ato foi uma tentativa de neutralizar o movimento do governador Aécio Neves em favor de Serra no segundo maior colégio eleitoral do País. Na semana passada, Aécio chegou a reunir cerca de 300 prefeitos do Estado em torno do presidenciável tucano. Dilma teve 47% dos votos em Minas Gerais no primeiro turno, contra 30,9% do rival.

Para o ex-ministro Nilmário Miranda (Direitos Humanos), a “onda Serra” em Minas na primeira semana do segundo turno “esmoreceu”, e a candidata petista tende a vencer no Estado. “Cheguei a ficar apreensivo, mas mudamos essa tendência e a onda virou um ‘caixote’ (quando a onda quebra em cima do banhista)”, afirmou o ex-ministro de Lula.

Na opinião de Nilmário Miranda, esta eleição presidencial está muito “radicalizada” em Belo Horizonte, com intolerância e hostilidade entre os grupos políticos. “Vejo militantes fazendo gestos obscenos para outros, xingando, coisas que não via havia muito tempo, estava desacostumado. Dizemos aqui que, em Minas, brigam as ideias, não as pessoas”, afirmou Miranda.

Um dos motes ressaltados no evento foi o fato de Dilma ser mineira. Recepcionistas do evento vestiam camisetas vermelhas com os dizeres “Minas na Presidência”, em referência ao fato de a candidata do PT ter nascido em Belo Horizonte – embora tenha se radicado no Rio Grande do Sul. “Dilma é ex-aluna da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Último ex-aluno da UFMG presidente foi Juscelino Kubitschek!”, gritou o apresentador.

“Aqui somos Dilmasia (fusão dos nomes de Dilma e Anastasia, governador eleito e aliado de Aécio Neves)”, afirma o prefeito Vicente Pé (PTN), de Pouso Alto, no sul de Minas.

Na entrada do evento, no Iate Clube, na Pampulha, recepcionistas colavam um adesivo com a foto e o número de Dilma nas pessoas que chegavam. “Tem material suficiente para quem quiser levar para outros municípios”, anunciou o locutor, antes da chegada de Dilma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.