Em Alagoas, Collor vira cabo eleitoral de Dilma e Lessa

Parlamentar alagoano decidiu participar de todas as atividades políticas de Lessa

Janaina Ribeiro, iG Alagoas |

O senador Fernando Collor de Mello (PTB) se tornou um dos maiores cabos eleitorais da presidenciável Dilma Rousseff (PT) e do candidato ao governo de Alagoas Ronaldo Lessa (PDT), que tem o apoio do Palácio do Planalto nestas eleições. O parlamentar alagoano, nesta reta final, decidiu participar de todas as atividades políticas de Lessa e, nos discursos, costuma utilizar o seu tempo para dizer que Alagoas “não acompanha o ritmo de crescimento do Brasil” e continua sendo o Estado “líder nos piores indicadores sociais”.

Janaina Ribeiro, iG Alagoas
Fernando Collor no horário eleitoral
Nesta terça-feira, Collor apareceu pela primeira vez no programa eleitoral de Lessa pedindo votos para Dilma e Lessa para mais de dois milhões de eleitores. Antes, elogiou o presidente Lula. “Os 16 partidos políticos que dão apoio ao presidente Lula, este homem que tanta alegria e felicidade trouxe para cada um de nós, também estão os partidos que estão apoiando Ronaldo Lessa”, disse Collor.
Collor ainda falou sobre a ex-ministra no horário eleitoral. “Nos une a certeza de que, juntos, com a nossa futura presidenta Dilma Rousseff e com Ronaldo Lessa no governo do Estado, nós haveremos de trazer esses indicadores (sociais negativos) a índices civilizados e que nos deixarão, a todos, orgulhosos”, concluiu o senador.

Nesta terça-feira (26), o petebista seguirá Ronaldo Lessa nas cidades do Litoral Norte de Maragogi, Matriz do Camaragibe e São Luiz do Quitunde. No final do dia, estará presente na carreata e comício em Arapiraca, segundo maior município de Alagoas.

Ontem à noite, em São Miguel dos Campos, Collor falou sobre a geração de empregos no País. “O nosso País tem crescido a passos largos, mais do que os Estados Unidos e a Alemanha, gerou cerca de 25 milhões de empregos e permitiu a abertura e o crescimento de milhares de empresas”, disse. Apesar dos elogios, o ex-presidente não poupou a atual administração do Estado. “Enquanto o Brasil tem oferecido melhores oportunidades para os brasileiros, Alagoas tem andado na contramão e continua liderando os piores índices sociais. Somos campeões em analfabetismo, em pobre absoluta e miséria, em mortalidade infantil, em desemprego e em número de assassinatos”, criticou.

    Leia tudo sobre: eleições aleleições dilmapleito 2010collor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG