Eleitores de Brasília podem simular votação em urnas eletrônicas

TRE-DF monta postos para ensinar a usar o equipamento e esclarecer dúvidas sobre as próximas eleições

Agência Brasil |

O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) montou postos com urnas eletrônicas em vários pontos da cidade para simular a votação e ensinar os eleitores a usar o equipamento. Funcionários do TRE também esclarecem dúvidas sobre as próximas eleições.

No ponto de atendimento instalado na Estação do Metrô da 114 Sul, na região central de Brasília, os eleitores recebem folders informativos sobre a votação. A equipe aproveita para perguntar ao cidadão se ele tem acesso à internet e se sabe quais os documentos exigidos na hora da votação. As informações são incluídas em questionários que servirão de base para uma pesquisa quantitativa.

Os funcionários do TRE cronometram o tempo gasto durante a simulação. A média registrada para cada eleitor foi de 50 segundos.

Para o vigilante João Batista da Cunha, 37 anos, o fato de o TRE disponibilizar postos de atendimento para simular o uso da urna eletrônica ajuda não apenas no treinamento, mas também a mostrar a importância de o eleitor separar os documentos e anotar o número dos candidatos.

“Muitas pessoas conhecem o sistema eletrônico, mas não sabem a importância de levar um documento com foto junto com o título. Esclarecer o eleitor e tirar suas dúvidas antes da votação diminui o tamanho das filas”, disse.

Este ano, quem estiver fora do seu domicílio eleitoral no primeiro e/ou segundo turno pode requerer a habilitação para votar em trânsito para presidente da República, indicando a capital do Estado onde estará presente no dia da votação. O cadastramento pode ser feito até o dia 15 de agosto. A partir de 5 de setembro, o interessado poderá consultar o site do Tribunal Superior Eleitoral ou dos TREs para saber se o pedido de voto em trânsito foi aceito.

Outra novidade nas eleições deste ano é a obrigatoriedade de a população ir às urnas com o título e um documento com foto. De acordo com informações do TSE, o objetivo é aumentar a segurança na identificação do eleitor e evitar situações em que pessoas votam no lugar de outras.

    Leia tudo sobre: eleiçõesurnas eletrônicasTREDistrito Federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG