Eleições inauguram fase de acusações no Acre

Candidatos usam horário político gratuito para se criticarem e esquecem propostas de trabalho

Nayanne Santana, iG Acre e Rondônia |

Os candidatos das coligações “Frente Popular do Acre” e “Liberdade e Produzir para Empregar” começaram a utilizar o tempo disponível na propaganda eleitoral gratuita para trocar acusações. Tião Bocalom (PSDB) acusou Tião Viana (PT) de mudar o horário do Acre, referindo-se-a à proposta a Lei (PLS 305/2006) que reduz para uma hora a diferença de horário do Acre à hora oficial de Brasília.

Outra acusação foi veiculada no horário da “Liberdade e Produzir para Empregar,” segundo a qual Tião Viana votou contra o Acre no Senado. De acordo com a propaganda, o senador petista votou contra a divisão dos royalties do petróleo. Por outro lado, na propaganda da “Frente Popular do Acre” os candidatos afirmam que a oposição usa o nome de Jorge Viana (PT) para ganhar votos.

Em um depoimento veiculado quinta-feira (26) à noite, a candidata a reeleição e deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), disse que tem candidato da oposição que se apresenta como amigo do ex-governador para ganhar a confiança do eleitor, mas, na verdade, está "mentindo." Com tantas críticas no horário da propaganda eleitoral quem perde é o eleitor. que desconhece as propostas dos candidatos.

    Leia tudo sobre: eleições achorario eleitoral gratuitoacre

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG