Eleição para o Senado na Bahia continua embolada, diz Datafolha

César Borges, Lídice da Mata e Walter Pinheiro estão tecnicamente empatados, de acordo com pesquisa

Lucas Esteves, iG Bahia |

A mais nova pesquisa Datafolha para o Senado na Bahia divulgada nesta segunda (20) indica a mesma realidade que havia anunciado no último dia 9: há três candidatos virtualmente empatados na disputa por duas cadeiras no parlamento federal. Segundo os mais recentes números, César Borges (PR) permanece na dianteira, com 29%, mas Lídice da Mata (PSB) vem logo atrás, com 28%, seguida de Walter Pinheiro (PT), com 27%.

No início do mês, Borges liderava o pleito com 31% de intenções de votos, mas já se encontrava em empate técnico com os dois adversários. Na época, Lídice já tinha os mesmos 28% atuais, mas Pinheiro vinha um ponto atrás. Agora, a situação está ainda mais apertada e não há favoritos.

O segundo bloco dos candidatos traz José Ronaldo (DEM) em quarto, com 11% de lembranças dos eleitores, um a mais que na pesquisa passada, seguido de Edvaldo Brito (PTB), que tem 9% idêntico ao da última consulta.

José Carlos Aleluia (DEM) aparece com 7% e foi quem mais perdeu votos, pois na pesquisa do último dia 9 chegou a ter 11%. Edson Duarte (PV) também variou negativamente e desceu de 4% para 3%. Zilmar Alverita e Luiz Carlos França, ambos do Psol, têm 2% cada, à frente de Albione (PSTU), que tem 1%.

O Datafolha registrou também que 15% dos baianos votarão em branco para pelo menos uma das opções para o Senado. Já outros 10% disseram que as duas vagas terão votos brancos. Os indecisos para uma das vagas são 34% e para duas, 24%. Foram ouvidos 1.100 baianos entre 13 e 14 de setembro em 43 municípios do Estado.

    Leia tudo sobre: eleições bapesquisasenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG