Eleição no Piauí será decidida em dois turnos

Candidato à reeleição, governador Wilson Martins disputará segundo turno com o tucano Silvio Mendes

Agência Estado |

A eleição do Piauí vai ser decidida em segundo turno. O governador Wilson Martins (PSB), candidato à reeleição, e o candidato pelo PSDB, Silvio Mendes, disputarão o novo pleito. O PSDB tende a se unir ao PTB, numa coligação branca, porque não será formalizada, operando o Movimento 59, a soma do número das duas siglas, para enfrentar o governador Wilson Martins. O Piauí tem um eleitorado de 2.263.834 eleitores.

Até as 21 horas de hoje, o Tribunal Regional Eleitoral do Estado tinha totalizado 81,59% dos votos, sendo que foram apuradas 6.057 seções eleitores e apurados 81,95% dos votos. Martins tinha 590.523 mil votos, o correspondente a 45,87% dos votos. O tucano Mendes obteve 401.812 mil votos, o equivalente a 31.21%, e o petebista João Vicente Claudino tinha 268.500, o que equivale a 20,86% dos votos. Teresa Britto (PV) teve 20.847 votos, 1,62% do eleitorado votante.

O governador Martins disse que começa uma nova eleição e trabalhará mais na disputa. Ele, que acompanhava a apuração no Clube dos Economiários, dos servidores da Caixa Econômica, disse que o povo é quem decide e ele respeita a vontade do povo.

"A luta continua, temos uma campanha propositiva e queremos manter a ética", afirmou, reclamando que sofre muitas criticas porque é candidato e gestor público. O ex-prefeito de Teresina, Silvio Mendes, disse que só falaria à imprensa depois do encerramento da votação, quando falaria sobre planejamento para o próximo turno. "Não sou atrevido, mas estou feliz", comentou.

    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições piresultado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG