Eduardo rebate acusações de Jarbas Vasconcelos

Candidato do PSB afirma que a sociedade pernambucana não tem saudades da segurança pública do governo Jarbas

Thaisa Lisboa, iG Pernambuco |

O governador e candidato à reeleição, Eduardo Campos (PSB), respondeu, na noite desta quinta-feira (26), às acusações feitas pelo seu principal concorrente ao governo de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB), sobre a segurança pública do bairro de Santo Amaro, Zona Norte do Recife. O socialista afirmou que “a sociedade de Santo Amaro e a pernambucana não têm saudade da segurança no governo Jarbas".

Agência Estado
O atual governador de Pernambuco e candidato à reeleição, Eduardo Campos (PSB)
Baseado em dados disponíveis na internet, o governador mencionou que em 2006 ocorreram 72 homicídios naquele bairro e que em 2009 o número tinha caído para treze. "Nós queremos trabalhar para ter zero, com muita paz, respeito, direitos humanos. Mas chegamos a treze. E até julho desse ano, estamos em seis. Nós temos trabalhado para melhorar a segurança, e o povo de Pernambuco reconhece isso. Por isso que o povo não demonstra ter a menor saudade do tempo da segurança pública do governo que me antecedeu", disparou.

O governador ainda criticou a maneira como o candidato da Coligação Pernambuco Pode Mais está tratando o assunto. De acordo com o representante do PSB, a questão da segurança pública deve ser debatida com "o olhar técnico e com conhecimento" e não de qualquer forma. "Jamais politizei ou eleitoralizei a questão da segurança, nem quando fui da oposição. Levar ao ar nesses termos é muito sério", afirmou ele, em referência às propaganda que o oponente tem veiculado.

Em relação ao uso das imagens do seu guia por parte de Jarbas, Eduardo disse que os advogados da Coligação Frente Popular de Pernambuco já devem ter ingressado alguma representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). À unanimidade, o mesmo tribunal, decidiu a remoção imediata da propaganda do rádio do candidato do PMDB por entender que o guia do mesmo usou de mentiras, "no intuito de denegrir a imagem do atual governador.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG