Eduardo Campos defende reforço em transporte contra abstenções

Governador reeleito afirma ser necessário reforçar o sistema de transportes em regiões em que o acesso é precário

Ana Carolina Dias, iG Pernambuco |

O governador reeleito de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) afirma que é necessário reforçar o sistema de transporte de eleitores nas regiões em que o acesso é mais precário. Segundo Campos, servirá para evitar um número muito alto de abstenção no segundo turno. No país a abstenção foi de 18,12%, o que equivale a aproximadamente 25 milhões de eleitores. No Nordeste, o percentual foi de 20,4%.

Para o governador a dificuldade de acesso às urnas foi um dos principais motivos desses índices de ausências. Um exemplo citado por ele foi o que ocorreu no município de Exu, situado a 594 quilômetros do Recife, que apresentou índice de abstenção de 32% dos eleitores.

"Se o Brasil tem populações dispersas no meio rural, distantes dos locais de votação, é dever do Estado brasileiro dar condições para que essa população chegue às urnas e possa dizer quem ela quer que presida o País", disse.

Em Pernambuco, Eduardo Campos afirma que os comitês são orientados pela coordenação estadual da presidenciável Dilma Rousseff (PT) a verificar essa lacuna entre o transporte. Segundo ele, é necessário uma verificação na estrutura dos transportes para que eles possam atender a todos, principalmente os que moram na zona rural.

Campos afirmou ainda que se a Justiça Eleitoral permitir o auxílio do Estado, ele colocará “dezenas e dezenas de funcionários públicos e carros a disposição” O governador continua dizendo: “temos até helicópteros, avião à disposição da Justiça, mas ela tem que solicitar, senão não tem como o Estado justificar o gasto", explicou.

    Leia tudo sobre: eleições peeleições dilmaeduardo campos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG