"É Serra que vai decidir o vice", diz coordenador campanha

Sérgio Guerra afirma ao iG que DEM e PPS já encaminharam sugestões ao ex-governador paulista. "Agora está nas mãos dele"

Adriano Ceolin, iG Brasília |

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), afirmou ao iG nesta quarta-feira que está mãos de José Serra, candidato tucano a presidente, a escolha do nome do vice na chapa. Coordenador-geral da campanha, Guerra tem pressa. “Temos de definir até a semana que vem. Não interessa ficar com isso aberto”, disse.

Segundo Guerra, o DEM e o PPS, aliados do PSDB, já encaminharam suas sugestões ao ex-governador de São Paulo. “Agora está mãos dele. É Serra que vai decidir o vice. Vai ter mais umas conversas e decidir”, afirmou o senador pernambucano.

Do DEM, as opções são o deputado baiano José Carlos Aleluia e o senador José Agripino (DEM-RN). O presidente nacional do partido, Rodrigo Maia (RJ), reivindica a vaga. No entanto, nos bastidores, admite que a decisão caberá a Serra.

Pelo PPS, o ex-presidente da República Itamar Franco está com chances remotas. Por ora, ele é pré-candidato ao Senado por Minas Gerais. Quando Serra realizou em 19 de abril o primeiro evento de sua campanha em solo mineiro, Itamar sequer compareceu.

Dentro do PSDB, a tese majoritária é que a vaga fique com um tucano. Nesse caso, Sérgio Guerra é o nome mais forte. O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) também tem boas chances. Tasso Jereissati (CE), senador que tenta a reeleição, é outra opção.

O PSDB já realizou a convenção do partido para oficializar Serra como candidato, mas ainda não conseguiu definir o nome do vice. A escolha atrasou porque o partido e seus aliados, DEM e PPS, tinham esperanças de que o ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves aceitasse ser o vice numa chapa puro-sangue. Candidato ao Senado, Aécio defendeu um tucano na vaga de vice de Serra.

    Leia tudo sobre: GuerraviceSerra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG