Dutra: Dilma não entrará em bate-boca de "dossiê"

Presidente do PT rebate acusações dos tucanos e atribui críticas a "estresse" do candidato do PSDB, José Serra, à Presidência

Andréia Sadi, iG Brasília |

AE
Acompanhada de Dutra, Dilma encontra governador de Goiás, Alcides Rodrigues
O presidente do PT, José Eduardo Dutra, rebateu nesta quarta-feira as críticas do presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), e do pré-candidato tucano ao Palácio do Planalto, José Serra, sobre a suposta produção de dossiês dentro da campanha presidencial petista. Dutra disse ao iG  que a pré-candidata à Presidência pelo partido, Dilma Rousseff, não vai “entrar em bate-boca de baixaria”. 

O dirigente petista ironizou as declarações feitas por Serra sobre o assunto. Na manhã de hoje, o tucano responsabilizou Dilma pela suposta tentativa de produzir um dossiê. “Serra deve estar estressado acima do suportável. É a isso que eu atribuo essa acusação absurda. Só pode ser desespero”, criticou Dutra.

Reportagem veiculada no último fim de semana pela revista Veja afirma que setores da campanha petista teriam comandado a tentativa de produzir um dossiê, que teria posteriormente sido abortada por ordem de Dilma. Petistas, segundo a revista, estariam investigando a filha Serra, Verônica Serra.

    Leia tudo sobre: José SerraDilma Rousseffdossiê

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG