Candidata do PT acumula R$ 48 mil em multas aplicadas pela Justiça Eleitoral

A ministra Nancy Andrighi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), multou hoje a candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff , por propaganda antecipada. A multa, de R$ 5 mil, é a décima da candidata, que agora acumula R$ 48 mil de débito com a Justiça Eleitoral. Ainda cabe recurso ao plenário.

A multa foi pedida pelo Ministério Público Eleitoral, que entendeu que a propaganda de TV destinada ao PT do Amazonas, em junho passado, foi usada para fazer alusão à campanha de Dilma. Além da candidata, foi multada em R$ 5 mil a professora Marilene Corrêa Freitas – que aparece na propaganda – e em R$ 30 mil o PT-AM (R$ 7,5 mil para cada propaganda irregular).

A representação também pedia multa para o deputado federal Ednaldo Praciano (PT-AM) e para o presidente do PT-AM, João Pedro Gonçalves da Costa, que não foram multados.

A representação ainda pedia multa máxima para a candidata Dilma Rousseff pela repetição de propagandas irregulares, o que foi negado pela ministra. “O representante, com a devida vênia, não demonstrou a existência de reincidência, a qual somente poderia ser considerada se provado que, no momento da realização da propaganda, já havia ela sido multada pela Justiça Eleitoral por fato semelhante”, disse a ministra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.