Dilma: querer se eleger com preconceito é o País voltar atrás

Candidata diz que temática religiosa pode 'ser desenvolvida', mas o Estado brasileiro é laico

Andréia Sadi, enviada a Teresina |

Em visita a Teresina, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff , classificou nesta quarta-feira como “inadmissível” que a temática da campanha eleitoral seja o preconceito, referindo-se aos panfletos contrários à sua candidatura distribuídos por Igrejas em São Paulo. Segundo Dilma, os panfletos são equivocados. “Eu acredito que isso não contribui para o País. Porque se se basear em preconceitos para ganhar eleição, nosso País está voltando para trás. Estamos no século 21 (..) Temática religiosa é possível de ser desenvolvida. Agora, o Estado brasileiro deverá ser Estado laico”, afirmou.

Sobre o apoio de Marina Silva e do PV, a petista afirmou desconhecer a tendência do partido da ex-candidata. Os repórteres, então, informaram que seria a neutralidade e Dilma disse que irá respeitar a decisão do partido se decidir apoiar “A, B ou C”. “Tem de ter mais tolerância. Se for neutralidade, pois bem, é neutralidade. Se for outra, parabéns, é outra. Cada partido tem o sagrado direito de assumir o seu posicionamento”, explicou.

Ela voltou a negar que esteja mais agressiva nesta segunda etapa da campanha eleitoral. “Não é isso não, gente. No primeiro turno tem vários candidatos.(..) No segundo turno, só tem dois. É impossível que não haja confronto de posições”, explicou.

Divulgação
Em Teresina, a candidata do PT, classificou nesta quarta como ¿inadmissível¿ que temática da campanha eleitoral seja o preconceito

Durante a coletiva, Dilma foi questionada por um repórter a respeito de supostos boatos que circulavam na rede a respeito de sua sexualidade. Dilma recusou-se a comentar o assunto e disse: “Eu não vou nem responder isso. Eu tenho uma filha e sou avó, pelo amor de Deus!”

Acompanhada do coordenador de sua campanha, José Eduardo Cardozo, e do governador reeleito da Bahia, Jacques Wagner (PT), Dilma se encontrou com crianças e adolescentes em um centro de reabilitação na capital do Piauí. Dilma conversou com os coordenadores do centro e passou rapidamente pelas dependências do local, onde conversou com frequentadores na piscina.

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG