Dilma pede fim da disputa e início de 'nova etapa'

Embora tenha pregado a união, a candidata petista diz que, se eleita, vai governar com aliados

Ricardo Galhardo, enviado a Porto Alegre |

nullA candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, disse hoje pela manhã que espera que a disputa política se encerre neste domingo e que, se eleita, possa iniciar uma nova etapa para os brasileiros. “É exigido que as pessoas que assumirão a direção do País tenham um sentido republicano e um compromisso democrático de governar para todos”, afirmou a ex-ministra antes de um café da manhã com apoiadores em um hotel de Porto Alegre (RS).

Embora tenha defendido a união, Dilma enfatizou que vai governar com os aliados. “A minha coligação, que me trouxe até aqui, é a coligação com a qual eu vou governar”, disse.

Depois de uma campanha marcada por acusações e ataques pessoais, a candidata fez questão de ressaltar o lado positivo do embate. “Foi uma caminhada bastante significativa. Tivemos nesta eleição vários episódios, mas eu quero hoje enfatizar os bons episódios, a parte construtiva desta campanha.”

Acompanhada do governador eleito do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), Dilma foi recepcionada por dezenas de correligionários locais, antes de sair para votar na escola Santos Dumont, na zona sul da capital.

Na opinião de Genro, a campanha teve alguns excessos. “Os tucanos erraram na dose de virulência verbal e ataques. Neste exagero, estava algo a ser escondido, que é o sucesso econômico e social do governo Lula, cuja identidade com Dilma é total.”

Ao término do café, a candidata agradeceu o apoio dos militantes e se emocionou ao lembrar que ontem estava em Minas Gerais, Estado onde nasceu e começou sua trajetória política e, hoje, está no Rio Grande do Sul, onde construiu sua carreira. "É como se eu fizesse a trajetória política da minha vida. Aqui, fui recebida quando sai das prisões da ditadura."

Depois da votação, a candidata seguiu para Brasília para acompanhar a apuração. Ela embarcou acompanhada de Tarso Genro, governador eleito pelo PT no Rio Grande do Sul. 

    Leia tudo sobre: eleições dilmapleito 2010votaçãosegundo turno

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG