Dilma não faz uso eleitoral de sigilo, diz Gilberto Carvalho

Chefe de gabinete nega que petista faça uso eleitoral de quebra de sigilo e diz que é falta de mote da campanha adversário

Nara Alves, enviada a Brasília |

O chefe de gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho, negou nesta terça-feira que a campanha da presidenciável petista, Dilma Rousseff, faça uso eleitoral da quebra de sigilo. “Não passa pela cabeça da campanha da Dilma fazer qualquer tipo de montagem. Isso é falta de mote da campanha do adversário (o tucano José Serra)”, afirmou.

As declarações de Carvalho foram dadas logo depois do desfile de 7 de setembro em Brasília. O chefe de gabinete disse, ainda, que "eleitoralmente estamos cansados de saber que isso não dá resultado".

Gilberto Carvalho evitou apontar culpados até que a Polícia Federal e a Receita Federal investiguem o caso. Segundo ele, se algum filiado do partido estiver envolvido, será responsabilizado. Carvalho lamentou que o debate eleitoral esteja restrito a esse assunto e não à proposta para o crescimento do País. “Não vou acusar ninguém. Apenas peço serenidade”, disse.

    Leia tudo sobre: eleições dilmaeleições serrareceita

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG