Dilma foca setor de ciência e tecnologia

Candidata disse que o área é importante para que País deixe de ser emergente

Maria Fernanda Ziegler, enviada a Natal |

Divulgação
Dilma Rousseff em reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, em Natal
A candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT), esteve na tarde de hoje (28/07) na reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em Natal. Em discurso de pouco mais de 1 hora, a ex-ministra da Casa Civil falou sobre a importância do que chamou de casamento da política com a ciência, tecnologia e inovação. “Essa é uma questão importante para o país deixar de ser emergente e se tornar desenvolvido dentro do nosso próprio critério”.

Dilma também disse que vai expandir o projeto de interiorização das universidades federais em todo o Brasil. Após falar que nenhum país consegue desenvolver a pesquisa sem dar estrutura de bolsa adequada e financiamento de estudo no exterior e que o professor “tem que mudar o seu status social e sem salário digno, não há status social”, Dilma cautelosa foi em relação ao salário do professor: “Não vou falar o valor do salário dos professores. R$ 4 mil é bom, mas não sei se é viável”.

Sobre pesquisa científica e tecnológica, ela firmou que pretende criar novos institutos de pesquisa, como o do mar, e que quer investir em grandes institutos como o INPE, Centro Brasileiro de Pesquisa física, Instituto da Petrobras, Cepel, Inpa e Embrapa. “Nós seremos os maiores consumidores de tecnologia em exploração de águas profundas”

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse que se eleita pretende ampliar em até 2% do Produto Interno Bruto (PIB) o montante de recursos destinados à ciência e tecnologia. Atualmente, cerca de 1,3% do PIB vai para esse setor. Dilma participou de encontro com pesquisadores, estudantes e professores durante a 62ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

    Leia tudo sobre: Dilma RousseffcampanhaC&T

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG