Dilma enumera propostas e Serra mantém críticas a opositora na TV

Petista recorre à declaração de apoio de artistas e tucano tenta desconstruir imagem de Dilma

iG São Paulo |

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra , criticou a gestão de sua opositora, Dilma Rousseff (PT), à frente da secretaria de finanças de Porto Alegre, em 1988, no programa eleitoral gratuito desta tarde. De acordo com o programa tucano, Dilma teria admitido à época que faltava dinheiro para pagar o funcionalismo e que no auge da crise ela teria deixado o cargo.

A estratégia do PSDB é desconstruir a imagem de administradora da petista que coordenou a Casa Civil e projetos do governo Luiz Inácio da Silva, como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). “Dilma fez tanta trapalhada que foi criticada até pela turma do PT. Ela não vai dar conta”, acusou um locutor.

Já o programa petista focou o conteúdo em propostas relacionadas à infraestrutura, moradia, Saúde e Educação. Os petistas voltaram a comparar o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), do qual Serra participou, ao de Lula, e reforçou a posição do partido contra a privatização.

Depoimentos de artistas a favor do voto em Dilma, exibidos ontem à noite, foram novamente utilizados. Chico Buarque, Gilberto Gil declararam apoio à candidata. O programa recorreu ainda a imagens do evento desta segunda-feira de apoio a Dilma com a participação do meio artístico. O programa tucano também mostrou o apoio de personalidades, como o ator Juca de Oliveira e o jornalista Hélio Bicudo.

    Leia tudo sobre: eleições dilmaeleições serrapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG