Dilma e petistas divergem sobre primeiro debate

Os coordenadores da campanha dizem que a candidata foi o principal alvo dos adversários; ela acha que o debate foi de bom nível

Ricardo Gualhardo, iG São Paulo |

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff , e os coordenadores de sua campanha tiveram avaliações divergentes sobre o debate da TV Bandeirantes.

Para a coordenação da campanha, Dilma foi alvo de ataques. “É natural que isso aconteça, pois é uma candidatura de governo que lidera as pesquisas”, disse o deputado Antonio Palocci, coordenador da campanha petista.

Perguntada sobre isso, a candidata respondeu: “não fui alvo, não. Foi um debate de bom nível”.

Para o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, Serra apelou para pegadinhas ao perguntar sobre o suposto abandono da Apae pelo governo ou o fim dos mutirões na saúde. Dilma avaliou o contrário.”Não vi nenhuma provocação”.

Segundo o deputado Cândido Vacarezza, líder do governo na Câmara, Dilma cumpriu à risca a estratégia de evitar o nome do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para não ser rotulada como “boneco de ventríloquo”.

“Ela falou do governo mas como sendo o governo dela e não do Lula”, disse Vacarezza.

Para ele, Serra saiu perdendo por ter se colocado claramente como opositor do governo e por ter assumido a defesa do tucano Fernando Henrique Cardoso.

Em conversas reservadas, os petistas admitem que Dilma ainda pode evoluir, mostrar mais desenvoltura, mas avaliam como positiva a primeira participação dela em um debate. “Para quem esperava um massacre que pudesse mudar a curva das pesquisas não foi nada disso”, disse um petista.

    Leia tudo sobre: Eleições Dilmadebate

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG