Dilma e Lula são absolvidos de acusação no TSE

Ministro Joelson Dias não vê campanha antecipada em declaração de Lula sobre "risco" de Brasil regredir

Severino Motta, iG Brasília |

O ministro Joelson Dias, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), absolveu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a candidata à presidência, Dilma Rousseff, num processo em que o Ministério Público Eleitoral (MPE) pedia que os dois fossem multados em R$ 25 mil por propaganda antecipada.

Na ação, o MPE acusou Lula de ter promovido a candidatura de Dilma na solenidade de lançamento do primeiro navio do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro, realizada em Ipojuca (PE) no dia 7 de maio.

Na ocasião, Lula disse o seguinte: "Nós fizemos no Brasil não pode mudar. Se a gente deixar este país regredir, nós sabemos que para fazer é difícil, mas para derrubar é fácil. Vocês viram o que aconteceu com a Grécia agora".

Para Joelson, não é possível identificar propaganda antecipada e nem referência às eleições de outubro. Por isso, absolveu os dois.

Como a decisão foi tomada por somente um ministro, o MPE ainda pode recorrer ao plenário do TSE para tentar garantir a multa.

    Leia tudo sobre: campanhaTSE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG