Dilma é cobrada e pede tempo para elaborar resposta

Durante discurso, petista não foi interrompida. Porém, foi aplaudida duas vezes ao ser questionada e defender a reforma tributária

Adriano Ceolin, iG Brasília |

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, pediu tempo antes de contar prazo de cinco minutos para resposta. Ela foi cobrada para ser mais concisa durante resposta aos empresários. "Começa a contar agora", disse ao responder o jornalista Fernando Rodrigues, mediador do debate na CNI.

Durante o discurso lido intercalado com improviso, Dilma não foi interrompida por aplausos, no debate de presidenciáveis na Confederação Nacional da Indústria. Ao terminar de falar, saiu do púlpito para sentar na sua cadeira.

Contudo, ao ser questionada por empresários na segunda parte do evento, Dilma foi aplaudida duas vezes ao defender como prioridade a reforma tributária.

Nas considerações finais, Dilma disse que não usaria todo o prazo de cinco minutos. "Vou fazer uma auto-crítica e ser breve", disse a candidata do PT.

    Leia tudo sobre: DilmaCNIaplauso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG