Dilma diz que oposição 'quer virar a mesa da democracia'

Petista falou com a imprensa ao desembarcar nesta quinta-feira em Porto Alegre

Andréia Sadi, enviada a Porto Alegre |

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, afirmou que o PSDB está deseperado, ao comentar as declaracões de que a campanha seria responsável pela quebra de sigilo de Veronica, a filha de seu adversário tucano José Serra.

A candidata do PT, que desembarcou hoje em Porto Alegre, disse que a oposição quer “virar a mesa da democracia” ao acusar seu partido de estar por trás do vazamento de informações sigilosas. “Mas não vão ganhar ( no tapetão ), porque as acusações são falsas, levianas e sem sustentação jurídica. Eles querem virar a mesa da democracia”, afirmou a ex-ministra da Casa Civil.

O noticiário sobre o vazamento de dados da Receita foi reforçado hoje por declarações de governistas e oposicionistas. Serra, por exemplo, trouxe o assunto para seu programa eleitoral na televisão. Além disso, disse que a Receita comanda uma operação de "abafa-abafa" . Enquanto isso, Dilma teve a ajuda de aliados como seu vice, o deputado Michel Temer (PMDB-SP), para se defender das acusações de que teria participação na quebra de sigilo. 

    Leia tudo sobre: eleições dilmapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG