Dilma diz que jornais exageram pesado contra ela

A candidata do PT afirmou que respeita a liberdade de imprensa e vai protestar quando achar que deve

Andréia Sadi, iG Brasília |

Agêcia Estado
A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, concede entrevista coletiva em Brasília
A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff , preferiu não se manifestar sobre o ato político realizado, hoje, na cidade de São Paulo (SP), chamado de Manifesto em Defesa da Democracia. Sem responder diretamente sobre o evento, que, segundo os organizadores, protestava contra o autoritarismo, a petista descartou uma suposta tentativa de golpe midiático em curso, para embaralhar o processo eleitoral, mas, criticou a imprensa.  

“Tem hora que andam exagerando comigo. Não vou falar que tem golpe midiático. Vou falar que às vezes exageram. Os jornais exageram pesado, mas, a mim não incomoda”, afirmou.

Dilma relembrou reportagens de alguns veículos de comunicação, para concluir que defende e respeita a liberdade de imprensa. “Eu prefiro a crítica ao silêncio da ditadura. O ódio é que nem droga. Eu não vou baixar o nível, de jeito nenhum, na minha campanha. Eu sou a favor da liberdade de imprensa, acho que vocês têm o direito de falarem o que quiserem. Agora, quando eu achar que está errado, eu, respeitando a liberdade de imprensa, vou protestar quando achar que devo”, afirmou.

    Leia tudo sobre: Eleições Dilmapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG