Dilma acusa Serra de usar 'factóide' para prejudicar campanha

A candidata petista disse que o tucano não gosta de olhar pelo espelho retrovisor porque 'dá direto no governo anterior'

Andréia Sadi, enviada à Bahia |

nullA candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, acusou o adversário tucano José Serra de usar expedientes sem provas para fazer "factóide" e prejudicar a sua campanha. A petista fez a declaração em resposta às acusações de Serra de que sua campanha seria responsável pela produção de dossiês.

A candidata falou aos jornalistas em Salvador, onde faz campanha hoje. Dilma disse estranhar o vazamento dos dados sigilosos e afirmou ter interesse no encerramento rápido das investigações. "É uma calúnia feita contra nós, feita sistematicante pelo Serra".

Dilma aproveitou para ironizar o tucano pela insistência do adversário em acusá-la de não olhar para o futuro e estar voltada para trás, olhando pelo espelho retrovisor. A petista provocou mais uma vez o principal concorrente a comparar os governos Lula e FHC. Dilma disse que, diferentemente dele, ela tem "orgulho" do seu retrovisor que tem o presidente Lula. " Meu adversário não gosta de olhar o dele porque dá direto no governo anterior", alfinetou.

A presidenciável negou também que vá diminuir o ritmo de debates por conta da vantagem nas pesquisas e disse que só se ausentará quando o seu neto nascer.

    Leia tudo sobre: Eleições DilmaEleições Serrapleito 2010dossiê

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG