Dias nega que seu nome seja motivo de impasse

Perguntado se retiraria seu nome, insistiu que foi chamado para 'atender a uma missão'

Agência Estado |

Indicado a vice pelo PSDB, o senador Alvaro Dias (PR) disse hoje que o impasse com o principal aliado, o DEM, não é em relação a seu nome. "Trata-se de uma postulação anterior, postulação que é legítima", disse, lembrando que o DEM indicou os vice de Fernando Henrique Cardoso (1994 e 1998) e de Geraldo Alckmin (2006).

Dias repetiu que ele apenas aceitou uma convocação quando foi chamado para ser vice na chapa encabeçada pelo presidenciável tucano José Serra. Perguntado se retiraria seu nome, insistiu que foi chamado para "atender a uma missão".

O senador se recusou a falar em uma possibilidade de substituição de seu nome. "Não falo sobre hipótese". Ele negou que tenha dado declarações com críticas ao DEM e se referindo ao partido aliado como "partido dos mensaleiros". "Eu nunca disse isso. Não existe. Eu, inclusive, fui à tribuna três vezes na época da crise do Distrito Federal elogiar o partido, que agiu rápido", disse.

    Leia tudo sobre: alvaro diasserrapsdbdemalckmin

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG